sexta-feira, 22 de março de 2013

FERRUGEM E OSSO - PEDAÇOS QUE SE COMPLEMENTAM




Caros colegas, se você está naquele momento deprê, pensativo... Esse filme é uma ótima dica para auto-análise.

Ferrugem e Osso (De Rouille Et D'os) é o nome filme do diretor francês Jacques Audiard que já foi indicado ao Oscar de Melhor Filme Estrangeiro, e vencedor do premio Júri em Cannes por Um Profeta (Un Prophète) em 2009.

Bem, vamos trocar uma ideia ???


Stèphanie é uma treinadora de orcas em um parque aquático da cidade, interpretada por Marion Cotillard vencedora do Oscar de Melhor Atriz em Piaf- Um Hino ao Amor (La Môme, 2007). 

Pela má vontade do destino Stèphanie sofre um cruel acidente e perde a metade dos membros inferiores.  Alain (Matthias Schoenaerts), é um Zé Doidim que usa sua força e extinto masculino para esquecer seus problemas, tem um filho pequeno e não pode sustentá-lo. Logo, resolve morar com a irmã. Consegue um emprego de segurança em uma boate, e lá conhece Stèphanie. De tanta força que lhe sobra resolve lutar boxe (que sempre foi o seu frustrado sonho) para ganhar uma grana extra.

O contato das personagens no inicio é artificial, após o acidente de Stèphanie os dois se aproximam de uma maneira não muito convincente. Bom, mas estamos falando aqui de cinema Francês onde linearidade não é um ponto forte, não é?!

Marion é emocionante e mesmo sem maquiagens e roupas bonitas está encantadora. Maththias não fica atrás, são duas pessoas completamente diferentes, mas que possuem uma personalidade exalada.

Seria Alain a força que falta para Stèphanie, ou Stèphanie seria a forma de Alain usar seus músculos para algo útil?

Existe uma amizade de verdade, um amor, ou é apenas interesse? 


O filme se resume em duas palavras; Fisicalidade e Sentimento!

Em alguns momentos o filme nos faz refletir sobre a vida, mas infelizmente no decorrer do drama não nos prende em alguns desfechos. O apelo do filme é muito forte, mas funciona sim e nos faz ter pensamentos positivos sobre o que fazemos da nossa curta passagem na terra.


Audiard me parece um cara que sabe bastante o que quer. Fiquei surpreendido, meio perdido e muito emocionado ao ver sua última obra.

Um ser humano literalmente incompleto e o outro faltando um pedaço por dentro!


Não posso deixar de comentar aqui os efeitos especiais no qual faz as pernas da personagem desaparecer, é espetacular!


Enfrentar seus medos, desafiar seus próprios limites, abrir mão... Um ótimo filme para um dia chuvoso! Uma lição emocionante!

FERRUGEM E OSSO (De Rouille Et D'os)

DIRETOR: Jacques Audiard

PRODUÇÃO: França/Bélgica, 2012

QUANDO: Ainda não estreou (e nem sei se vai)!

ONDE: Tem pra baixar!

CLASSIFICAÇÃO: 14 anos

AVALIAÇÃO:  Ahhh!


2 comentários:

  1. Muito bom filme na minha opinião e a fotografia é fantástica.

    ResponderExcluir
  2. Nós também gostamos muito! Post gostoso de fazer ^^

    ResponderExcluir